"SEMPRE IMAGINEI QUE O PARAÍSO FOSSE UMA ESPÉCIE DE LIVRARIA".
(Jorge Luís Borges)

domingo, 22 de abril de 2012

Post-mortem - Patricia Cornwell

Adotei como meta de leitura, desde o ano passado, conhecer novos escritores, novos pontos de vista, novos ângulos sobre o mesmo assunto. Apaixonada pelos suspenses e romances policiais, fã de Agatha Christie, passei a devorar outros autores, como Camila Läckberg, Harlan Coben e James Patterson, dos quais, nenhum título me escapa.


Assim, me dei a chance de conhecer Mary Higgins Clark, Minette Walters e, recentemente, Patricia Cornwell.



Como o tema de março do DL-2012, era Serial Killer, optei por conhecer Patricia Cornwell com o título Post-mortem, primeiro livro da escritora, lançado nos Estados Unidos em 1990, e premiadíssimo.


Post-mortem
Patricia Cornwell
Companhia das Letras - 1999
344 pgs.
Post-mortem originou uma série de outros títulos com a personagem Kay Scarpetta, médica legista da cidade de Richmond, no Estado da Virgínia. Juntamente com o detetive Pete Marino, e com os mais avançados recursos da ciência e tecnologia, a protagonista da série desvenda os crimes mais tenebrosos e sórdidos. 

Sou suspeita quanto ao gênero, logicamente o meu preferido, então, é claro que gostei, e de 1 a 5, dou nota 4, por ter achado um pouco cansativa as descrições muito técnicas utilizadas em alguns trechos. Nem por isso deixarei de conhecer os outros títulos da autora.

Sinopse:
É um homem metódico, disciplinado, bárbaro: mata por prazer. As pistas até ele se perdem pelas ruas. A doutora Kay Scarpetta, médica-legista, examina as vítimas, mulheres que não podem lhe dizer nada a não ser pelos vestígios que trazem no corpo. E no corpo delas há um brilho produzido por alguma substância química. Qual? A doutora Scarpetta precisa descobrir logo, se quiser evitar a próxima vítima. E precisa conviver com a contradição: usa em suas autópsias os recursos mais avançados da ciência e da tecnologia, mas esse aparato se destina a penetrar em mentes tão perturbadas que parecem aquém de toda humanidade. Em outro plano, precisa lidar ainda com o fato de que alguém próximo, mas interessado em destruir sua carreira, está sabotando a investigação. (Companhia das Letras)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...