"SEMPRE IMAGINEI QUE O PARAÍSO FOSSE UMA ESPÉCIE DE LIVRARIA".
(Jorge Luís Borges)

domingo, 22 de abril de 2012

O RASTRO DO SÂNDALO - Asha Miró e Anna Soller-Pont

DL-2012 - tema de abril - escritores orientais

Como mencionei na postagem de "O olho de jade", o tema não é o meu preferido, sobretudo depois de não ter gostado da leitura desse último.

Por sorte não desisti de ler O rastro do sândalo, que era minha primeira opção, e não me decepcionei.

Embora não vá para a minha lista de favoritos, o livro da indiana Asha Miró e da catalã Anna Soller-Pont me cativou. A narrativa é envolvente, a história encantadora e verdadeira. Ainda que discorra sobre a miséria, a opressão e a falta de perspectiva de órfãos indianos e etíopes, o olhar das autoras sobre as mazelas das personagens torna tudo mais poético e nos leva a refletir que a maior virtude do ser humano é ter a coragem de viver e buscar os seus sonhos.
O rastro do Sândalo
Asha Miró e Anna Soller-Pont
Ed. Nova Fronteira - 2007
283 pgs.
São 3 personagens centrais, cujas vidas se entrelaçam no decorrer da trama. Solomon, um menino etíope que vive em Addis Abeba, cuja família vai se perdendo em razão da miséria trazida pelo golpe militar em 74 na Etiópia e pela guerra com a Somália, onde muitos perderam a vida, inclusive o seu pai, ex-cozinheiro real que, desempregado, decide tentar a sorte no exército. A partir daí, sozinho, ele parte para a grande aventura de sua vida, em busca de realizar seu maior sonho: estudar. Ao mesmo tempo, em Bombaim, na Índia, Muna, órfã, com onze anos, tenta se livrar da escravidão de uma fábrica de tapetes, enquanto não pára de pensar na irmã caçula, que ainda bebê, foi tirada de seu convívio. Bem próxima de Muna, num orfanato dirigido por freiras católicas, está Sita, de seis anos, cujo maior sonho é ganhar pais como presente de aniversário. Ao longo de 30 anos, acompanhamos essas histórias, até que todos eles, cada um por um caminho, se encontram em Barcelona, na Espanha.

Gostei muito. De 1 a 5, nota 4!

Asha Miró
Anna Soller-Pomt e Asha Miró
Asha Miró nasceu em Shaha, na Índia, em 1967, e vive em Barcelona desde 1974. Entre outras atividades, foi professora de música, apresentadora de programas de televisão e trabalha atualmente para a Vereação da Mulher e dos Direitos Civis da Câmara Municipal de Barcelona. Em 2003 publicou A Filha do Ganges, relato do seu primeiro regresso à Índia, vinte anos depois de ter sido adotada. Durante a rodagem de um documentário baseado no seu livro, reencontrou duas irmãs biológicas e descobriu uma nova versão da sua história, que contou em Las dos caras de la luna. Ambos os livros foram traduzidos em doze línguas. Também é autora dos contos infantis Los cuatro viajeros e Los cuatro viajeros en el acuario. Nenhum desses livros foi publicado no Brasil.

Um comentário:

  1. O lirismo atenua o peso das coisas trágicas e torna a leitura mais agradável. Bela indicação de leitura!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...