"SEMPRE IMAGINEI QUE O PARAÍSO FOSSE UMA ESPÉCIE DE LIVRARIA".
(Jorge Luís Borges)

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

A loja dos suicidas - Jean Teulé

A loja dos Suicidas
Jean Teulé
Ediouro


Ganhei esse livro num sorteio entre amigas no final do ano. Nem sei dizer porque o título chamou minha atenção, mas a leitura foi inesquecível. Li ontem, sem qualquer pretensão e fui surpreendida pela história. HORRIPILARIANTE!

Bem que tentei levar o livro a sério, mas ri do começo ao fim. Imagine uma loja especializada em produtos para suicidas, cujo slogan é: "Se a sua vida foi um fracasso, conosco a sua morte será um sucesso". 


Há dez gerações a família Tuvache se orgulha de ter conseguido 100% de satisfação de seus clientes, que, logicamente, jamais retornaram para agradecer ou reclamar. Vendendo desde corda para enforcamento, bombons e poções envenenadas e gilete para cortar os pulsos, os produtos são os mais variáveis e inimagináveis. 



Como não podia deixar de ser, a própria família Tuvache, cujo patriarca é o Sr. Mishima, vive de acordo com o que propõe o seu comércio: são depressivos, mal humorados, inseguros, góticos.



A história se passa num futuro que parece ser caótico, e onde, evidentemente, o ramo comercial dos Tuvache vem prosperando dia a dia, até que a alegria de viver, seu maior oponente, passa a dar sinais de ter invadido a sua casa e contaminado sua família.



A partir daí, a guerra entre viver e morrer, nos traz nuances do quanto a vida, mesmo no seus momentos mais difíceis, pode nos trazer surpresas agradáveis.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...