"SEMPRE IMAGINEI QUE O PARAÍSO FOSSE UMA ESPÉCIE DE LIVRARIA".
(Jorge Luís Borges)

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

5o Cavaleiro - James Patterson

5o Cavaleiro
James Patterson e Maxine Paetro
Editora Arqueiro
Tradução de Marcelo Mendes
224 pgs.
Sinopse: 
Quando a tenente Lindsay Boxer fica sabendo que 20 pacientes prestes a receber alta morreram de forma suspeita no conceituado Hospital Municipal de São Francisco, ela desconfia de que há algo errado. Inconformados, os familiares das vítimas resolvem processar o hospital por negligência médica.

Enquanto a cidade se prepara para um dos mais aguardados julgamento de sua história, Lindsay e suas amigas do Clube das Mulheres Contra o Crime, têm um motivo pessoal para investigar o caso. A nova integrante do grupo, Yuki Castellano, teme que sua mãe, internada na UTI do centro médico, não saia de lá com vida. Numa corrida contra o tempo, Lindsay e Yuki percebem que não são bem-vindas pela diretoria do hospital, que pode estar tentando salvar sua própria reputação.



Minha opinião:
Foi o primeiro livro do ano. Como sempre acontece com os livros de Patterson, não consegui parar até chegar ao fim. Exatamente como descrito pela editora, “as páginas viram sozinhas”.

No decorrer de um processo em que familiares buscam serem indenizados pelo maior hospital da cidade de São Francisco pelas mortes de seus parentes, supostamente decorrentes de erro médico, em o 5º Cavaleiro, o Clube das Mulheres contra o Crime, sempre sob o comando da corajosa tenente Lindsay Boxer, chefe do departamento de homicídios da polícia de São Francisco, se vê às voltas com dois grandes mistérios: garotas mortas encontradas em carros de luxo e pacientes do maior hospital da cidade que, prestes a receberem alta, morrem de forma suspeita.

No primeiro caso, a equipe da tenente tenta desvendar a morte de duas jovens, encontradas mortas dentro de carros de luxo, sempre com o mesmo “modus operandi”: vestidas com roupas e calçados de grife, exalando o mesmo perfume almiscarado e sem quaisquer marcas ou sinais aparentes de violência, a não ser uma leve marca no pescoço que indica morte por asfixia.

No segundo caso, a morte sem explicações da mãe da advogada Yuki Castellano, amiga de Lindsay e uma das integrantes do clube, dá início a uma investigação no Hospital Municipal de São Francisco, onde outros pacientes também faleceram subitamente, sem qualquer explicação, quando estavam prestes a receber alta. Mais uma vez a equipe comandada por Lindsay, e composta pelos investigadores Jacobi e Conklin, saem às ruas em busca da verdade e de um assassino frio e meticuloso, que, além de provocar as mortes e observar as vítimas darem seu último suspiro, deixa sobre seus olhos dois botões com o símbolo da medicina em relevo. 

Gostei muito do enredo, mas minha nota é 9 porque fiquei decepcionada com o desenlace dos crimes ocorridos no hospital. Em minha opinião o autor poderia ter esmiuçado um pouco mais sobre como a tenente Lindsay deduziu quem era o verdadeiro assassino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...