"SEMPRE IMAGINEI QUE O PARAÍSO FOSSE UMA ESPÉCIE DE LIVRARIA".
(Jorge Luís Borges)

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

PONTE DAS LEMBRANÇAS

Esses dias comentei com uma amiga estar um pouco enjoada de ler as mesmas estórias,  porque tudo o que li nos últimos três meses relaciona-se a fórmula: mocinha linda e popular (ou nem tanto), no último ano do ensino médio, apaixona-se por mocinho super lindo e problemático, que, invariavelmente é um vampiro, anjo caído ou imortal.

É. Essa é a fórmula do sucesso de vendas dos últimos três anos, desde a explosão de Crepúsculo.

Não é que não goste, afinal, tenho lido todos e gostei muito, mas, de fato, me cansei, então, pra variar um pouco, esse mês coloquei no final da fila os romances sobrenaturais (ou fantásticos, como queiram) e vou me divertir com algo mais "mundo real" (ao menos prá mim, rsrsrsrs).

Então, para que a troca não cause um forte impacto no meu cérebro, resolvi começar com um romance espírita: PONTE DAS LEMBRANÇAS, da Eliana Machado Coelho, pelo espírito Schellida. ADOREI.

Ponte das Lembranças
Eliana Machado Coelho - pelo espírito Schellida
Editora Lumen
Sinopse:
Nanci e Edwin, promovem o reencontro de suas mães Belinda e Maria Cândida, duas amigas de infância que não se viam a 49 anos. O reencontro reacende a amizade entre as duas e se fortalece com o carinho e amizade nascido entre os seus filhos e  familiares. Ao conhecer Danielle, a caçula da amiga, Maria Cândida se surpreende com o carinho inexplicável que sente por ela, acreditando ter reconhecido na moça, sua própria filha Danielle, desencarnada há muitos anos. Consternada com a situação da moça, que está deprimida e sem esperança com a gravidade da doença do marido, Raul, a quem se dedica incondicionalmente, Maria Cândida lhe oferece ajuda, e acaba acompanhando os dois aos Estados Unidos, onde, o marido de Danielle inicia um longo e penoso tratamento. Lá, conhecem Desireé, filha de Maria Cândida, e Willian, seu genro. Tempos depois, Raul não consegue vencer a doença e morre, na mesma época em que Desireé, vivendo um momento conflituoso com o marido Willian, acaba desencarnando no ataque terrorista que atingiu as Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001. A partir daí, grandes mudanças virão para todos, que precisarão de muito amor, compreensão e perdão para resgatar débitos pendentes em outras encarnações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...