"SEMPRE IMAGINEI QUE O PARAÍSO FOSSE UMA ESPÉCIE DE LIVRARIA".
(Jorge Luís Borges)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

O PACTO - Joe Hill

No prelo, com lançamento previsto para o próximo mês de outubro: O PACTO, de Joe Hill, publicado no Brasil pela Editora Sextante.

O autor, filho de Stephen King, conhecido como o gênio da literatura de horror e suspense (ou, como disse uma diva minha conhecida, super fã de SK, o cara é o filho do homem) também vem sendo aclamado pela crítica como o novo mestre do terror, dando continuidade ao talento herdado do pai.

Seu livro de estréia, A estrada da noite, foi muito elogiado, assim como Fantasmas do Século XX, coletânea com 17 contos de terror e suspense, ambos lançados aqui no Brasil pela Sextante.

O PACTO
Joe Hill
Sextante
Sinopse:
Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida.

Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro.
Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Descobre também algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis.
Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora.
Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim.

"O pacto é bom como o diabo! Joe Hill é um escritor excepcional, com uma incrível imaginação. Ele tem o talento especial de conduzir os personagens e os leitores a situações sobrenaturais."  - USA Today
Nunca li o pai, Stephen King, e não conhecia o filho. Na verdade nunca me interessei em conhecer os livros do pai por não gostar de literatura e nem de filmes de terror. Confesso que depois de ler a resenha de O PACTO, fiquei curiosa e, provavelmente, vou ler, assim como já estou curiosa para ler A estrada da noite, bastante elogiado por conhecidos.


A ESTRADA DA NOITE
Joe Hill
Sextante
Sinopse:
O roqueiro Judas Coyne nunca escondeu seu gosto pelo grotesco e pelo bizarro. Ao contrário, soube explorar essa faceta muito bem para atrair uma legião de fãs e se tornar rico e famoso. Aos 54 anos, cansado das turnês, das drogas, das noites maldormidas e até mesmo da música, ele vive isolado numa antiga casa de fazenda, colecionando itens macabros e namoradas góticas. Por isso, quando seu assistente atiça sua curiosidade falando de um fantasma à venda na internet, Jude resolve comprá-lo na mesma hora. Um erro que pode lhe custar a vida, como ele descobre pouco depois de receber sua nova aquisição: um paletó assombrado. O espírito logo se faz notar, deixando os cães alvoroçados e enchendo a casa com um forte cheiro de morte. Vestindo o paletó, a figura esquelética e fantasmagórica de um velho começa a aparecer em todos os lugares: no corredor que leva ao quarto de Jude, dentro do Mustang do roqueiro, na tela da TV. Seus olhos cobertos de rabiscos negros parecem revelar suas intenções malignas: matar Judas Coyne. O fantasma impiedoso e vingativo é Craddock McDermott, padrasto de uma ex-amante de Jude que se suicidou. Tentando descobrir alguma pista que o ajude a se livrar de Craddock, o roqueiro segue para o Sul atrás da mulher que lhe vendeu o paletó, a irmã da ex-namorada morta. Com uma trama ágil, repleta de surpresas e viradas a cada capítulo, A estrada da noite é uma história de gelar o sangue, uma obra-prima que transcende o gênero horror e consagra Joe Hill como um grande escritor. O livro, que figura na lista de mais vendidos do New York Times, teve os direitos de publicação comercializados para mais de 20 países e os direitos para cinema adquiridos pela Warner Brothers.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...