"SEMPRE IMAGINEI QUE O PARAÍSO FOSSE UMA ESPÉCIE DE LIVRARIA".
(Jorge Luís Borges)

sábado, 14 de agosto de 2010

A MENINA QUE NÃO SABIA LER

Não me apaixonei pelo livro, mas admito que a história surpreende. Mais uma vez, comprei o livro pelo título e isso me fez imaginar uma outra coisa, e é isso que assusta quando chega no final. Como disse, embora não tenha me apaixonado por ele, será praticamente impossível esquecê-lo. É o tipo de história que se deve ler nas entrelinhas.


Sinopse:
"Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e  inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo.Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender o irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros – únicos companheiros e confidentes – antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem com muita imaginação"?

A menina que não sabia ler - John Harding
Título original: "Florence and Giles"
Editora Leya

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...